sexta-feira, 25 de abril de 2008

O Adeus a Luís Filipe Baptista

Caros amigos e colegas,

O Grupo Mestre Filipe e As Suas Marionetas, perdeu no dia 23 de Abril o seu Mentor e Fundador.


Mestre Filipe morreu, deixando para trás um belo e enorme Tesouro… O da Educação Cívica, o da União Humana, o da sua Passagem de Testemunho.

Para nós, Carla e Filipa, a grande tarefa de manter as suas Marionetas vivas.

Tinha a grande vontade que a União dos Marionetistas fosse grande, construtiva e saudável… A sua grande paixão eram as Marionetas e as Crianças… continuaremos a trabalhar nessa linha… por um Mundo Melhor.

Grande parte de vocês, participaram na sua vida pessoal e profissional, mesmo quando ficou doente e pediu ajuda a todos, para poder adquirir carro e uma cadeira eléctrica… ele conseguiu isso. Dessa forma, continuou com grande força e motivação o seu trabalho a que ele chamou Brin’Cadeira.

A todos o nosso Obrigada.






7 comentários:

Anónimo disse...

O Mestre foi um Homem que conheci de perto e com Ele aprendi algumas coisas da vida.
Faço votos de que as suas filhas prossigam o seu trabalho, pois é um exemplo que se deve ter em conta.

Um grande abraço.

José Narciso

José Costa disse...

Incrível!! Eu penso ser este amigo o Luis Filipe que conheci na Guiné-Bissau em 1967 a 1969.Agora que consegui localizá-lo, eis que o perdemos! Amigo Luis onde quer que estejas, o Costa tem-te no pensamento.

Raul Pica Sinos disse...

Meu Caro Mestre
Ainda há poucos dias de ti falei e da tua companhia em dois anos numa guerra estúpida a da Guiné. Sempre comigo partilhaste tristezas e alegrias.Sempre foste um bom amigo.
Até amanhã camarada Luis Filipe.
Raul Pica Sinos

disse...

Com bastante mágoa soube do falecimento de um ex-companheiro de armas na Guiné.
Admirava muito o Luis, não só pelo seu feitio cordato, mas também pelo grande empenho em ajudar os miudos nativos, educando-os com escolaridade básica e orientações para os momentos de lazer.
Passamos largas horas em conversa no seu quarto no quartel de Tite, já na época rodeado de ilustrações e alguns bonecos da sua já paixão.

Que ele estando onde estiver, continue alegrando miudos e graudos com a sua bela arte, a das Marionetas.
Um abração e até sempre MESTRE LUIS

José Justo

B.M. Oeiras disse...

Bom dia!

Em nome pessoal e das Bibliotecas Municipais de Oeiras, gostaria de vos apresentar os sentidos pêsames pela vossa perda pessoal e pela perda do nosso Mestre Filipe no meio artístico nacional. Entre nós, Mestre Filipe continuará vivo nas suas Marionetas.

Com os melhores cumprimentos e sentimentos,

Sofia Raminhos

Anónimo disse...

Ficámos todos muito tristes por saber que o Mestre Filipe se foi...que descanse em paz !
Entretanto, Carla , Filipa e Iuri, coragem.

Abraços
Gaspar, Joana e Lança

Anónimo disse...

Caras amigas, de facto não sabíamos, e foi com grande pesar e surpresa que recebemos o vosso email. Lado a lado temos caminhado, enquanto companhias de marionetas que vivem em torno desta grande paixão. Gostaría de afirmar que na nossa Companhia o mestre Filipe era e é tido como uma pessoa de muito valor e por quem nutriamos uma grande admiração, pelo seu carácter, energia e força. Sentimos uma grande perda.
Da nossa parte,estamos disponíveis para dar qualquer apoio que considerem necessário, estaríamos todos juntos no PRóximo sábado em Alcobaça e penso que apesar de já não ser possível, ele estará lá. Enquanto pessoa penso que nos ensinou muito, e se bem que não tenha sido possível ir ao seu encontro em outras alturas, o Mestre Filipe será para sempre uma pessoa de referência na história das marionetas, e fará para sempre parte das nossas vidas.

Um grande abraço
Um desejo de muita força

Teatro e Marionetas de Mandrágora